Comércio Exterior Exportação Importação

Você sabe fazer cotação de frete? Nós ensinamos aqui!

cotação de frete aduaneiro
Escrito por Simplifica Fretes

Neste post, vamos explicar como fazer uma cotação de frete aduaneiro eficiente: o que levar em consideração durante esse processo, como fazer o cálculo e quais os fatores que influenciam na escolha do parceiro certo para essa tarefa.

A cotação de fretes pode ser um procedimento complexo no Brasil, especialmente no cenário aduaneiro. Você precisa considerar diversas variáveis e preencher corretamente a documentação necessária para que a carga seja devidamente liberada e chegue ao consumidor da melhor forma possível. Quer saber como? Veja agora!

O que é levado em conta no cálculo do frete aduaneiro?

O cálculo do frete aduaneiro varia segundo uma gama de fatores que precisam ser revisados caso a caso. Mas, de forma geral, você precisa considerar os seguintes pontos para realizar a cotação:

Local de origem e de destino

A distância percorrida influencia diretamente no cálculo, pois fatores como desgaste de pneus e consumo de combustível devem ser considerados, assim como o difícil acesso a algumas regiões.

A carga pode passar por uma série de localidades — como portos, de aeroportos para Estações Aduaneiras Interiores (EADIs) e Condomínios Logísticos Industriais Aduaneiros (Clias).

Tipo de produto

Quando os produtos requerem tratamento especial no transporte, devido à fragilidade, perecibilidade ou agilidade exigida na entrega, o valor do frete aduaneiro pode ser diferente.

Por exemplo: uma mercadoria que precise de um veículo refrigerado ou um maquinário que demande uma liberação específica influenciam diretamente na escolha do veículo de transporte, o que incide diretamente sobre o preço do frete.

Mas vale lembrar que tudo isso é combinado com a transportadora antes de a carga ser veiculada — e você pode contar com um facilitador logístico nessa tarefa. No transporte aduaneiro, quanto menor o espaço para imprevistos, melhor: é necessário acertar com a transportadora, desde o início, quais são os requisitos específicos do transporte e, mesmo, se será necessário contar com mais pessoas para realizar determinada descarga, por exemplo. Ela já deve ter todas as informações de prazos, locais de carga e descarga etc.

Valor aduaneiro

De acordo com a Instrução Normativa SRF nº 327, o valor aduaneiro compreende o valor da mercadoria importada, o frete internacional e o seguro internacional. No cálculo do frete aduaneiro, é esse valor que precisa ser considerado, e não o valor da nota fiscal.

Peso e dimensões

O peso e as dimensões da mercadoria — largura, comprimento e altura — precisam ser definidos com precisão na cotação do frete aduaneiro. À primeira vista, parece algo muito básico, mas acredite: é um dos principais pontos em que se erra para realizar a cotação.

Isso pode acontecer devido à imprecisão nas medidas dimensionais ou por uma confusão mais complexa: a diferença entre peso bruto e peso cubado. Já falamos com mais detalhes sobre o assunto neste post indispensável, mas vale repetir um resumo:

Para que o frete aduaneiro seja realmente justo, é preciso observar dois fatores: o peso que representa sobre o transporte e o espaço que ocupa dentro dele. Isso evita que se carregue uma carga de grande volume, mas leve demais (o que representa “desperdício” da capacidade do veículo) ou que seja levada uma carga menor, mas pesada (o que “desperdiça” espaço).

O peso cubado é COMPRIMENTO x ALTURA x LARGURA x FATOR DE CUBAGEM (diferente para cada modal de transporte). Para o frete, considera-se o que é maior: peso cubado ou bruto. Ambos devem ser informados na documentação de que falaremos adiante no texto.

Pedágio

Muitas rodovias no país funcionam sob regime de concessão privada, portanto a cobrança de pedágio também deve ser observada para determinar o valor do frete aduaneiro.

GRIS (Gerenciamento de Risco em Transporte Rodoviário de Cargas)

É uma taxa cobrada sobre o valor da mercadoria para possíveis custos preventivos de riscos.

Algumas empresas consideram a periculosidade e a dificuldade na entrega para cobrar essa taxa, principalmente quando há o risco de extravio ou furto durante a movimentação das cargas ou maior tempo de descarregamento no local de entrega.

Impostos

Para o cálculo de frete aduaneiro devemos considerar todos os impostos incididos sobre a mercadoria, como:

  • Imposto sobre Importação (II);

  • Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI);

  • Contribuição aos Programas de Integração Social (PIS) e Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins);

  • Imposto sobre Circulação de Mercadorias ou Prestação de Serviços (ICMS);

  • Adicional ao Frete para Renovação da Marinha Mercante (AFRMM) — quando o processo vier no modal marítimo.

Quais outros procedimentos envolvidos?

É interessante lembrar que, além da cotação de frete, há outros procedimentos importantes envolvidos na logística aduaneira. É fundamental estar atento a duas declarações.

Declaração de Trânsito Aduaneiro (DTA)

Como exploramos com mais profundidade em um post anterior, a Declaração de Trânsito Aduaneiro é um documento necessário para o transporte de mercadorias sob regime aduaneiro entre Zona Primária e Zona Secundária.

A Zona Primária é o local habilitado para receber as mercadorias importadas (um porto ou aeroporto, por exemplo), e a Secundária é um terminal alfandegário — Porto Seco, Condomínio Logístico Industrial Aduaneiro (Clia) ou EADI. Esse transporte é vantajoso porque os custos da Zona Primária são, em geral, mais elevados que os da Secundária. Além disso, há suspensão de tributos no caminho entre as zonas.

A desvantagem é que o tempo de desembaraço pode aumentar em até três dias, além, claro, do tempo de trânsito entre as zonas.

Declaração de Importação (DI)

A Declaração de Importação é um registro de informações sobre qualquer produto que seja importado para o Brasil. Ela é registrada mesmo quando já foi feita a DTA.

No momento da liberação da DI, há três possibilidades de fretes aduaneiros:

  • com desova. A mercadoria chega e é totalmente desovada. É retirada do caminhão e colocada no armazém da Receita Federal. Depois, para o frete de entrega, é feita a coleta dessa mercadoria;

  • sobrerrodas. A intenção é que a carga seja enviada para entrega da forma como chegou, no mesmo veículo. Ela sequer sai do transporte;

  • com baixa de contêiner. O contêiner chega sobre o veículo, que é liberado. No momento de fazer o carregamento, o veículo (o mesmo ou outro transporte) retorna para receber o contêiner novamente.

Por que contar com um parceiro na logística?

Como você viu até aqui, a cotação de fretes aduaneiros envolve muitas variáveis. Por isso, realizá-la de forma manual ou com pessoas inexperientes é um grande risco, já que pode estabelecer, por exemplo, um preço menor que o necessário para cobrir os custos de operação da empresa ou um valor alto demais, o que diminui a competitividade da empresa no mercado.

Considere uma empresa que realize um serviço centralizado de cotação de frete e de todas as outras operações logísticas. Uma simples cotação de frete aduaneiro pode demorar até 48 horas para ser finalizada. Terceirizando essa cotação, o processo é realizado em poucos minutos. Como intermediadora de fretes, a Simplifica realiza essa função e permite que você trabalhe exclusivamente no core business da sua empresa.

Quer saber como isso é possível? Entre em contato conosco e vamos conversar sem compromisso sobre como podemos otimizar seu tempo e seus recursos!

Sobre o autor

Simplifica Fretes

Deixar comentário.

Share This