Comércio Exterior

Dropshipping e cross docking: o que são, diferenças e importância

dropshipping e crossdock
Escrito por Simplifica Fretes

No mundo do comércio eletrônico, a busca por soluções flexíveis se tornou uma prática constante. Afinal, além de se comunicar, estimular o desejo da compra e atender às necessidades do cliente, é preciso pensar no estoque e na logística. Por isso, neste post, vamos falar sobre dropshipping e cross docking.

Se você se preocupa em otimizar processos e reduzir custos para aumentar a margem de lucro, saiba que é fundamental escolher entre ter o próprio estoque ou trabalhar com a mercadoria de um parceiro. No último caso, ele fica responsável pela parte burocrática depois que o produto é vendido.

Continue a leitura para entender de que forma isso pode ser feito:

O que é dropshipping?

É uma prática que consiste em utilizar estoque de terceiros para a venda de produtos, uma vez que muitos empreendedores não têm condições de investir em mercadorias no começo do negócio.

Em outras palavras, o dropshipping permite revender artigos de outros lojistas — mas a sua loja é a vitrine principal. Normalmente, todo o sistema de entrega é feito pelo fabricante.

O que é cross docking?

É um sistema de logística que não exige o armazenamento dos produtos no centro de distribuição. Nesse caso, a loja faz um acordo com o fornecedor para manter uma quantidade X de um determinado item e fixa o tempo da reposição.

Quando um pedido é feito, a loja avisa o cliente sobre o prazo da entrega com base no que foi acertado com o fornecedor. Como o nome sugere, o cross docking cruza as docas entre o fornecedor e a empresa a fim de diminuir os riscos do estoque e os custos operacionais.

Vamos comparar dropshipping e cross docking?

O dropshipping funciona como uma solução que inclui a parceria com fornecedores e dispensa o gerenciamento de um estoque próprio. Quando o consumidor conclui uma compra, o lojista recebe, fica com o lucro e solicita o produto do fornecedor, que embala e faz a entrega ao cliente.

No cross docking, conforme o usuário efetua uma compra, o lojista solicita que o fornecedor envie o produto a um centro de distribuição. Depois disso, um sistema de redistribuição entra em cena e despacha para o cliente. Em alguns casos, o próprio escritório da loja virtual funciona como um tipo de armazém intermediário.

O que ambos têm em comum é que reduzem bastante os gastos de uma empresa na fase inicial, sobretudo quando a gestão de dados e tráfego é eficiente. Isso acontece porque usar o estoque de outra pessoa não requer investimentos.

O baixo custo abrange, também, as despesas fixas. Você não precisa gastar com catálogos, ter um espaço físico com equipamentos nem pagar aluguel, energia, água etc. Além disso, esses sistemas permitem trabalhar com uma grande variedade de produtos por meio de um tablet ou de um computador, em qualquer lugar ou horário.

Quais são as vantagens e as desvantagens do dropshipping?

Esse modelo de logística apresenta muitas vantagens:

Baixo custo

Não precisa investir na compra de estoque, no armazenamento da mercadoria nem no envio. Tudo isso ajuda a minimizar os custos.

Mínimo risco operacional

O produto só é comprado quando se tem certeza de que a venda foi feita, ou seja, é extremamente seguro.

Facilidade de operar

Não é necessário desenvolver infraestrutura interna, já que o fornecedor cuida de todo o processo de coleta, embalagem e envio.

Aumento de mix de produtos

O fato de não depender do investimento em estoque dá mais liberdade para agregar novos produtos.

Podemos apresentar como desvantagens:

Menor margem

Geralmente, é possível negociar um preço bem melhor quando o pedido é grande. No dropshipping, assim como no cross docking, você só compra quando o pedido é realizado. Isso significa que não dá para barganhar o preço.

Falta de alinhamento com o catálogo

Se a sua loja não for informada sobre a disponibilidade dos produtos, pode acontecer uma falta de alinhamento com o estoque disponível. Por isso, fique atualizado com esses números.

Comunicação incerta com o cliente

Quando o cliente compra 2 produtos de diferentes fornecedores, recebe a mesma quantidade de pedidos. Portanto, essa comunicação deve ser clara e objetiva para não causar aborrecimentos.

Valor alto do envio

O valor da entrega é multiplicado pela quantidade de fornecedores. Em caso de muitos parceiros, esse custo pode ficar alto para o consumidor e resultar em reclamações ou desistências de compra.

Quais são as vantagens e as desvantagens do cross docking?

Como benefícios, podemos apontar:

Redução de gastos

Assim como no dropshipping, os gastos com compra de estoque também são dispensáveis. As despesas com o transporte dos produtos são baixas porque a carga dos fornecedores é concentrada. Além disso, a distribuição é otimizada para uma região específica.

Agilidade no atendimento

Aqui, o estoque é substituído por um centro de distribuição que tem como principal objetivo gerar eficiência. O fornecedor prepara e envia a mercadoria o mais rápido possível para o comprador.

Fim do produto em falta

Na medida em que os produtos são enviados e que o prazo de reposição está definido, o risco de o cliente ficar sem o produto é praticamente 0.

Confira alguns riscos de adotar o cross docking:

Falta de sincronia

Um dos riscos do cross docking é o gestor não conseguir sincronizar as operações dentro do sistema just in time (no momento certo). Assim, qualquer incidente no fluxo normal pode acarretar uma reação em cadeia ruim de contornar.

Gestão da cadeia de suprimentos

A ideia central do cross docking é a redução dos níveis de estoque. Se houver atrasos no processo e acúmulo de produtos no armazém, a empresa vai ter prejuízo.

Avarias

Outro problema de acumular produtos por mais tempo que o programado é que isso abre margens para ocorrências como danos, falhas ou trocas. Em consequência disso, a relação com fornecedores e clientes fica comprometida.

Como você viu, dropshipping e cross docking são 2 alternativas que devem ser levadas em consideração na hora de gerenciar a sua loja virtual. Ambas têm características próprias, mas as vantagens são muito semelhantes.

O que acha de ter um facilitador logístico que ajude você de forma ágil, sem burocracias e com excelentes taxas de mercado? Nós desenvolvemos uma solução personalizada para o seu tipo de negócio. Entre em contato conosco agora mesmo!

Sobre o autor

Simplifica Fretes

Deixar comentário.

Share This