Logística

Conheça os 4 principais riscos envolvidos com fretes

riscos no transporte
Escrito por Simplifica Fretes

O gestor de logística deve se preocupar com os riscos que incidem sobre as operações da área, inclusive no transporte de cargas. Na verdade, todas as operações dentro da empresa envolvem riscos, sejam em maior ou menor grau.

Neste post, você verá quais os principais riscos envolvidos com fretes e a melhor solução para esses problemas!

Principais riscos envolvidos com fretes

1. Os danos à carga durante o transporte

A carga pode sofrer danos durante o transporte devido ao mau acondicionamento das mercadorias em embalagens ou à disposição inadequada dessas mercadorias sobre o veículo.

Sempre se fala sobre a necessidade de escolher a embalagem certa conforme o tipo de mercadoria. Há produtos muito frágeis, cujas embalagens precisam assegurar proteção contra impactos.

É necessário que a carga fique bem disposta sobre o veículo para não deslizar, para que as mercadorias não saiam do lugar, para que não haja choques desnecessários entre elas.

As perdas devido a danos podem ser totais ou parciais, mas ambas geram prejuízos à empresa.

2. Os acidentes

Muitas vezes, o desejo de chegar logo ao destino pode levar o motorista a cometer imprudência, como dirigir sonolento, sob uma chuva muito forte que impede a correta visualização da estrada, em velocidade acima da permitida e de outras formas.

Essas ocasiões favorecem os acidentes, que podem gerar graves prejuízos, comprometendo a carga e o veículo, causando danos à pessoa que guia o caminhão ou mesmo a terceiros.

Um erro muito comum quando falamos dos principais riscos envolvidos com fretes é a sobrecarga do veiculo. Cada caminhão suporta um limite máximo de peso — acima dele, a estabilidade e o equilíbrio do veículo ficam comprometidos e ele poderá tombar.

Por isso, além de planejar devidamente as rotas, é preciso considerar o peso, as dimensões e o centro de gravidade da carga.

3. Os problemas na entrega e atrasos

Os imprevistos podem acontecer a qualquer um. Considere, por exemplo, que uma chuva torrencial caia, obrigando o motorista a parar para evitar danos à carga ou para não dirigir com menos segurança.

Ou, então, estradas passando por reformas, esburacadas, que facilitam a ocorrência de acidentes — o motorista deverá evitá-las, mesmo que para isso tenha que fazer um trajeto mais longo.

Qualquer que seja o caso, o motorista deve contatar a empresa (por meio de aplicativo ou sistema integrado), comunicando o problema. Assim, o gestor deverá recalcular o prazo de entrega e informar o cliente sobre o problema.

É possível gerenciar riscos e até definir planos B para não incorrer em atrasos. Por exemplo, um bom planejamento de rotas, com sistemas de roteirização atualizados, permite identificar estradas em mau estado e optar por outras opções. 

4. A impossibilidade de rastrear a carga

Outro dos principais riscos envolvidos com fretes é a impossibilidade de a empresa rastrear a carga por algum motivo.

Os rastreadores modernos via satélite e GPS já permitem um rastreamento apurado, mas apresentam algumas limitações. Os rastreadores de radiofrequência podem localizar o veículo mesmo em ambientes fechados e cobertos e não sofrem interferências de sinais.

É importante que a empresa adote um tipo de rastreador para acompanhar a trajetória do motorista e da carga, minimizando os prejuízos causados especialmente por roubos e assaltos a cargas, tão comuns nos dias de hoje.

Um bom sistema de gestão ajuda a reduzir os principais riscos

Muitos softwares já proporcionam ao gestor de logística um incrível controle sobre os riscos envolvidos no transporte.

O TMS, por exemplo, é um sistema de gestão de transporte que otimiza todas as operações e processos relacionados ao setor.

Há sistemas automatizados destinados à logística que facilitam a tomada de decisões mais estratégicas, abrangendo a gestão de transporte, frotas e armazéns.

O que você pensa sobre os principais riscos envolvidos com fretes? Aproveite para ler outro post, que fala especificamente sobre declaração de trânsito aduaneira, utilizada em operações de comércio exterior!

Sobre o autor

Simplifica Fretes

Deixar comentário.

Share This