Logística

5 dicas para embalar produtos para o transporte logístico

tipo de embalages de produtos
Avatar
Escrito por Simplifica Fretes

O processo logístico de embalar produtos para o transporte é fundamental para otimizar os custos e ainda garantir a satisfação dos clientes — reduzindo o risco de avarias que possam ocorrer durante a movimentação, a carga e a descarga dos itens.

Por isso, essa é uma questão que precisa ser bem planejada, tomando alguns cuidados básicos. No artigo de hoje, vamos oferecer 5 dicas a respeito do que pode ser feito para garantir a integridade dos materiais e evitar ocorrências de trocas e devoluções. Confira!

1. Tenha fornecedores confiáveis

O primeiro passo para embalar produtos adequadamente e garantir a segurança deles vem bem antes do início dos processos logísticos: começa com a escolha do fornecedor adequado.

O custo costuma ser o fator de maior peso no momento da decisão. Porém, a qualidade dos materiais também precisa ser colocada como prioridade. Tentar a redução dos gastos nessa questão pode significar um risco e aumento das despesas — decorrentes das avarias com necessidade de trocas, processamento de um novo pedido, envio de um novo item para o cliente, e todas as outras etapas envolvidas.

2. Escolha a embalagem adequada para cada tipo de produto

É preciso investir na variedade de embalagens, com as especificações adequadas para o acondicionamento de cada tipo de produto. Também deve-se ter o cuidado de utilizar o tamanho ideal, condizente com as dimensões da mercadoria.

No caso das caixas de papelão, por exemplo, é muito comum encontrar casos em que apenas uma embalagem é usada para acondicionar diversos itens, de tamanhos variados. O problema desse tipo de ação é que, sem os reforços necessários, há a possibilidade de os materiais ficarem soltos e sofrerem avarias em decorrência do impacto.

3. Utilize reforços de segurança

Essa indicação é necessária para o caso do uso de embalagens maiores que o tamanho ideal e também para itens frágeis — que demandam um cuidado ainda maior. Nesses casos, vale a pena investir em isopor, plástico bolha, canaletas (para reforçar os cantos das caixas de papelão), entre outros dispositivos que vão ajudar a reforçar a segurança.

4. Use uma fita adesiva larga

Na hora de fechar as caixas, o ideal é usar uma fita adesiva mais larga e, se possível, dar a volta na embalagem com ela. Isso ajuda a evitar o risco de abertura — com o produto caindo ou, então, com o pacote chegando ao cliente amassado, o que também pode ser motivo de reclamação (ainda que não haja dano no item) e prejudicar a imagem da empresa no mercado.

5.Treine os colaboradores sobre a forma correta de embalar produtos

Outro aspecto que não deve ser negligenciado é o trabalho dos colaboradores. É importante conscientizar a respeito da forma correta de acondicionar e movimentar os materiais, de usar a embalagem correta e todas as etapas que envolvem o envio dos produtos em segurança para os clientes.

Vale lembrar que muitas transportadoras não se responsabilizam por avarias ocorridas internamente ou decorrentes do mau acondicionamento dos itens. Isso quer dizer que, caso isso aconteça, os custos são somente da sua empresa.

Embalar produtos adequadamente vai além de garantir a integridade dos itens enviados. A ação também influencia na satisfação dos clientes e na imagem que você transmite — que pode ser de cuidado e credibilidade ou de negligência.

Gostou deste post sobre o processo logístico? Quer aproveitar para saber a diferença entre cross docking e dropshipping? Então confira agora mesmo!

Sobre o autor

Avatar

Simplifica Fretes

Deixar comentário.

Share This